quinta-feira, 13 de junho de 2013

Uma nova página a caminho

                                                                   Foto extraída do instagram do usuário "lovepaperplane"


Já escrevi aqui antes sobre a fênix, no início do blog. Pois continuo achando que, se eu tivesse que ser algum ser fantástico já imaginado antes, eu seria uma fênix. Não porque eu quero, mas porque simplesmente é meu: tenho uma capacidade imensa de transcender, e depois de morrer, renascer das cinzas. Blá-blá-blá, lugar comum, eu sei. Mas quem foi que disse que não há felicidade em lugares-comuns, em coisas simples, no cotidiano? Quem foi?


Pois é isso: desde que acordei hoje uma alegria enorme me acompanha. Nem sei o porquê, mas foram tantas questões profissionais dificílimas essa semana, que ter resolvido todas elas com habilidade, carinho e muita diplomacia com certeza são parte desse sentimento bom que me adentra. Mas é mais que isso. É a sensação deliciosa de ganhar presentes da vida o que, nesse momento, me alegra tanto. Meu olhar que vê o que (quase) ninguém alcança está muito apurado, e tenho percebido minha vida inteira como uma grande e poderosa oração: "Obrigada! Obrigada! Obrigada!".

E nesse sentido sutil que o mundo tem me revelado, embarquei, com a mala da coragem e do medo juntas, mas a mala do medo ficou pelo caminho: extraviou. Estou muito feliz por conseguir me reinventar a cada crise: aceito a mudança que se impõe inevitável, umas vezes morrendo, mas sempre renascendo, com asas magnificas e dotada da capacidade de sonhar e alçar vôos para terras longínquas. 

Isso tudo pra dizer que ontem, naquela energia toda de amor pairando sobre a cidade, lancei uma página nova, aquela mesma que eu já tinha dito outro dia que estava a caminho... Ah... Você pensou que eu falava sobre outra coisa? Rsrsrsrs. Eu sempre falo no duplo sentido, ;-). 

Lancei uma página no facebook. Se você quiser curtir a página fique à vontade, eu vou curtir isso, rs. A página chegou, mas confesso que eu não sei bem o que vou escrever por lá, se as mesmas coisas daqui ou outras. Entrei em crise de criatividade diante da invenção de moda e acho que corro o risco dela começar e acabar num susto só. Mas eu sou agora uma fênix novinha de novo, e a alegria está pelo caminho. Isso sim é o que importa. O restante sempre vem. Um beijo e um carinho pra você que leu até aqui!

Um comentário:

Obrigada pela visita!
Responderei ao seu comentário em seu respectivo blog.
Até mais!