quarta-feira, 29 de maio de 2013

Fábrica de idéias



Pudera eu ter uma fábrica de idéias, e poder dá-las - as idéias,  não a fábrica - a cada um dos amigos meus.
Para que todos estivessem sempre plenos de coisas novas, de um imaginário criativo... Para que o ócio, o tédio e a mesmice passassem bem longe... E assim, que fossem todos felizes, todos os dias, com idéias a lhes borbulhar em suas mentes. E sendo felizes todos os dias, poderíamos então considerar, que seriam - e foram - felizes para sempre...

(Porque há dias em que precisamos nos agarrar às nossas crenças - e crer e sonhar - que seremos todos felizes para sempre. Porque é nesses dias, em que o nada nos arrebata, que mais precisamos manter viva aquela coisa que costumamos chamar de fé. E que ele, o nada, seja invadido, e derrotado, e preenchido - se não pelo tudo, ao menos por algo). 

Um comentário:

  1. ... e que este algo
    seja amoroso, poderoso e transformador.

    Beijo

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Responderei ao seu comentário em seu respectivo blog.
Até mais!