sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

O Lado Escuro da Lua


Apague a luz ao terminar de ler.
Rasgue-se todo depois de me ter.
Entorne tudo ao fim de ser
Você.

Porque só assim,
Sendo até transbordar,
É que se atravessa
O tempo-espaço
Rápido
E contido
No ciclo de pulsar
o sangue
o amor
o furor
Da célula que sabe
A curva que vem
Ao final da reta.

Agora apague a luz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!
Responderei ao seu comentário em seu respectivo blog.
Até mais!