terça-feira, 3 de julho de 2012

Casa Vazia


Bati à porta
E ninguém respondeu.
Eu entrei.

Sonho de vida
E ternura sem fim.
Ali fiquei.

Longo tempo
E eu esperando o amor se dar.
Cansei.

Casa vazia
Morada fria
Noite sem dia
Fui embora.

E não mais voltei...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!
Responderei ao seu comentário em seu respectivo blog.
Até mais!