segunda-feira, 25 de junho de 2012

Poema do Amanhecer do Dia


Sua janela tão bela
Expande a luz
Que adentra meu ser.

Janela-varanda
Varanda-janela
Abraça meu querer.

Olhos de amor
Encantos de vida
No perfume da flor.

Sou sonhos
Inteira
Explosão secreta, ardor.

Cheiro de mar
E meus sentidos afloram
É tudo ebulição...

Vejo, ouço e percebo
No toque, no gosto
A puríssima emoção.

Fantasias e devaneios
Quando penso em você
Quando olho a sua janela.

Janela-varanda
Varanda-florida
Florida-iluminada.

Bela...
E nasce o sol!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!
Responderei ao seu comentário em seu respectivo blog.
Até mais!