sábado, 2 de junho de 2012

A música que caminha pela rua


O dia amanheceu preguiçoso, eu em perfeita harmonia com ele. Devagarinho o sol foi saindo, beijando a manhã que insistia em se levantar. Devagarinho fui me levantando também, tomei um café gostoso, pão quentinho com manteiga derretendo. Mas não beijei ninguém. Como o sol, saí.

Verde! Preciso de verde, do cheiro de planta, da cor, da natureza me rodeando. Fui buscar verde, fui ver vida silenciosa, vida que fala baixinho na voz de pássaros cantando, folhas caindo, o riacho que passa ali pertinho. Mas dessa vez, passava pertinho dali um som de violão, vozes doces cantando baixinho entre risos... Fomos nos aproximando, eu e a música, e o som se fez ouvir melhor... 

Tem coisas no cotidiano que me emocionam. E aquela cena acertou em cheio meu dia preguiçoso de felicidade. Um grupo de amigos passava por ali, um tocando o violão e os outros todos, uns 7, talvez 8, 9, não sei bem, cantando alegres. As pessoas em volta olhavam e sorriam. Alguns paravam para vê-los passar. E é bem assim a vida, não é? Quanta gente há nesse mundo que faz a diferença! E às vezes, a diferença consiste em algo tão simples... Mas que traz alegria para até quem nem se sabe existir.

E por falar em existir, gosto de viver assim, gosto de gente assim: gente que vive a sua existência com prazer, fazendo o que tá a fim; que não se importa com o que os outros vão pensar, mas que respeita o espaço do outro. Porque há os que não existem, há os que representam para exercer domínio, há os que se auto-desrespeitam para se sentirem incluídos. Bem, há um monte de coisas por aí. Há muito lixo, e não quero falar deles. 

Eu não sou feliz todos os dias, já devo ter dito isso antes, mas se não disse, aqui está. Só que adoro quando sou pega assim, num dia como hoje, com a sensação de estar amanhecendo também... Adoro ser pega de surpresa com atitudes que mostram que a vida se renova. E para fazer uma confissão, aqui dentro de mim, hoje, amanheceu um desejo tão forte e uma força de lutar que eu já imagino onde isso tudo vai dar! 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!
Responderei ao seu comentário em seu respectivo blog.
Até mais!