sexta-feira, 20 de abril de 2012

O inferno em La Paz

                        

Essa foi a primeira visao que tive dele, o Chicaltaya... Quando o aviao passou por ele, me apaixonei... Mas como toda paixao, e como todas as palavras sem o til, pois este teclado é maluco, levou'me a perder o folego! Vai ser dificil escrever assim, mas o fato é que sucumbi aa altitude. Estou sofrendo de soroche, o mal da altitude, a quase 48 horas. 

Tanta beleza a ser vista e eu a ter sintomas os mais diversos. Comecei com uma especie de tonteira, uma impressao de raciocinio lentificado e desmaio eminente. Tomei cha de coca, dormi um monte e acordei otima. Fui entao fazer o reconhecimento de area, quando faltou o ar absurdamente... Muita secura na boca e agua nenhuma era suficiente. Ate que chegou a noite e comecei a vomitar. Resumindo, fui a uma clinica para fazer um plasil que nao fosse por via oral e fiquei bem. Consegui comer apenas frutas e estou rcobrando os sentidos agora. Estou socializando aqui no hotel mesmo. Mas ja ja vou sair para comprar mais estoque de frutas e agua. 

Meus planos de nao ter planos me surpreenderam. A natureza sempre nos surpreende. Ainda nao comecei a me divertir, posso ate dizer que so sofri ate agora. Mas talvez seja parte dos planos da natureza para mim, ensinar me a aceitar os caminhos como eles se apresentam. Sim, o caminho nos escolhe e tem seus caprichos. Aqui, o tempo passa diferente. Preciso aprender a ser mais de va gar. A vida devia ensinar isso a todos os humanos. Mas agora, a aluna sou eu!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!
Responderei ao seu comentário em seu respectivo blog.
Até mais!