terça-feira, 20 de março de 2012

Fim do verão


Com os dias belíssimos deste verão, senti um amor imenso... e não, não era paixão. Encontro-me ainda no que chamo de período refratário: neste instante, nada deflagrará o potencial de ação, rs. Leia-se: nenhum deus grego descido do Olimpo ou nem um homem mortal sequer que habite a face dessa Terra linda terá agora a minha atenção. Mas o amor está aqui, está no ar, no meu mar. É um amor meu por mim mesma e pela vida e que não tem pretensão de nada mesmo. Só a de viver com alegria. Seja verão, seja outono... 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!
Responderei ao seu comentário em seu respectivo blog.
Até mais!