quarta-feira, 14 de março de 2012

Escolhas que ao bem me leve





Sou livre e independente desde... desde sempre, eu creio. Minha mãe conta que aos 2 anos eu ia sozinha à casa do meu avô. Tudo bem, a cidade era pequena, todo mundo lá sabia quem eu era, e eu era filha do meu pai e da minha mãe e neta do meu avô, rs. E é minha mãe mesma quem fala também que não sabe como deixou isso. Mas penso que não era questão dela deixar ou não. Era uma questão de eu ser o que sou.

E sou assim, independente até não poder mais, e cheia de atitude. Beiro ao impulso. Sou de ir e fazer. E sem pedir permissão. É o meu perfil natural. Ousadia, independência, ansiedade, ou um pouco de tudo. Assusto. Mas quem tem medo que não saia de casa, quem não sabe brincar que não desça pro play, quem tem preguiça que fique na cama. Eu tô aí. Escolhendo meus caminhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!
Responderei ao seu comentário em seu respectivo blog.
Até mais!